MEIOS DE CULTURA

Os meios de culturas são preparações feitas em laboratório de acordo com as exigências de cada grupo de microorganismo, com o intuito de favorecer o seu crescimento in vitro. Manipulando as fontes nutricionais disponíveis em laboratório, consegue-se criar um ambiente que tenta simular o habitat natural dos microorganismos para seu isolamento e identificação.
Estes meios de cultura fornecem uma fonte de carbono, energia, nitrogênio, fósforo, enxofre, sais, metais, todos os fatores que o microorganismo não é capaz de sintetizar. Além dos nutrientes, também devem ser fornecidas todas as condições ambientais exigidas por cada grupo, como, temperatura, concentração de oxigênio, pH, umidade, pressão, osmótica, etc.
Alguns microorganismos são menos exigentes que outros, crescendo em qualquer meio. Outros, mais “fastidiosos”, exigem a adição de certos fatores de crescimento, vitaminas, sangue, soro, etc. E outros, apresentam exigências nutricionais tão complexas e indefinidas, que não foram ainda cultivadas em meios artificiais, como é o caso dos agentes da hanseníase e da sífilis.
Os meios de cultura podem ser preparados em três consistências:
- Sólidos
- Semi-sólidos
- Líquidos

Eles são ainda classificados de acordo com a finalidade ou uso em:

- Básico
- Seletivo
- Indicador ou diferencial
- Enriquecimento
- Especial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s